Inferências

O que estamos a fazer às nossas crianças? 

 

O crescente número de crianças e jovens que se sentem deprimidos e ansiosos está a causar profunda preocupação entre os professores e educadores, em Inglaterra. As pressões que os jovens sofrem face à sociedade moderna são apontadas como as causadoras deste estado de coisas. Disfunções sociais e famílias separadas estão a prejudicar o desempenho das crianças nas escolas.
Entre as conclusões do congresso da ATL (Association of Teachers and Lecturers) fala-se do crescente número de alunos que se suicidam devido a “pressões académicas, e sociais” designadamente as que são exercidas pelos pares. Afirma-se ainda que muitas crianças não conseguem aprender devido ao stress a que estão sujeitas. Numerosos estudos apontam para o crescimento deste fenómeno sobretudo, nas escolas básicas onde os comportamentos anti-sociais, o materialismo e o culto da celebridade está a “matar” a infância.
Outros relatórios apontam as políticas educativas como as responsáveis por este estado de coisas. Um sistema rígido de testes de aferição e a constante necessidade de atingir objectivos estará a levar um crescente número de alunos a sentirem-se alienados dentro da sala de aula pois os professores passam demasiado tempo a “ensinar para os testes” pelo que deixou de haver tempo para a brincadeira e o divertimento no curriculum do ensino básico Em resultado disso, as crianças estão cada vez mais ansiosas e tristes. Algumas escolas estão até a introduzir aulas de “Felicidade” .
O primeiro passo para a solução do problema poderá estar na redução dos trabalhos de casa nos ensinos básico e secundário. Desde 1997 que foram definidos padrões para os TPC’s das crianças e jovens entre os 4 (c. 20 min. /noite ) e os 16 anos (entre 90min a 2H/ noite) o que tem constituído também uma pressão para os professores. De resto, o nível de exigência não se tem repercutido positivamente na qualidade do ensino. A Inglaterra caiu vários lugares neste ranking que continua a ser liderado pela Finlândia.
O governo Trabalhista mantém-se, no entanto, firme nas suas políticas rejeitando as críticas e afirmando que “2008 é um óptimo ano para ser criança.”

Num momento em que se proclamam as virtudes da “escola a tempo inteiro”, que obriga à permanência das crianças em full-time dentro do espaço-escola, deveríamos reflectir sobre as consequências desta decisão para a qualidade de vida dos mais jovens e se esta conversão das escolas em “armazéns de crianças” onde o “conhecimento” é o pretexto para as manter fechadas cinco dias por semana, se traduzirá numa mais-valia para o seu futuro enquanto cidadãos e enquanto pessoas.

In The Independent – in “ramiromarques.blogspot.com”

 *.*

Serão os media, hoje, um problema para a democracia? Perderam a sua capacidade de serem ‘contra-poder’, submetidos à lógica do negócio e aos interesses dos grupos económicos em que se inserem?”

A elucidativa pergunta é feita pelo Director do “Le Monde”.

Quem souber que não responda. Creio que já todos sabemos a resposta.

*.*
Natalidade:
Portugal é o 7.º país mais velho do mundo
Portugal tem um grave problema de natalidade: cada mulher só tem 1,36 filhos, muito abaixo dos 2,1 necessários para manter a população. Mas houve um padrão que mudou: nascem hoje mais bebés no Sul do que no Norte…
Fonte:
*.*

Ministra da Educação sobre manifestação de 100 mil professores:

A ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, afirmou “não ser relevante” a participação de “100 mil professores na marcha da indignação”, em Lisboa, adiantando que o importante é “continuar a trabalhar para encontrar as melhores soluções”. A ministra disse que os professores ainda conhecem mal as reformas e que é esse desconhecimento que leva aos protestos.

Fonte: ‘SIC’
*.*

One Response to Inferências

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: